Começa hoje a TEIA em Vitória da Conquista!

18-09

36ª Jornada Internacional de Cinema da Bahia chega ao seu último dia

15

A 36ª edição da Jornada de Cinema da Bahia chega ao seu último dia após uma semana de atividades. Nesta quinta(17), a partir das 19h, no Palácio da Aclamação, no Campo Grande, acontece a cerimônia de premiação, quando serão conhecidos os vencedores nas categorias de filme e vídeo. Antes disso, uma agenda diversificada inclui reprises de obras concorrentes e de lançamentos, como o documentário sobre o cantor Genival Lacerda.

Entre as películas que integram o concurso de filmes, o destaque baiano é o curta-metragem documental “Leonel Mattos a 24 Quadros Por Segundo”. A fita, que já foi exibida na última segunda-feira, ganha nova apresentação no programa das 13h30, no Espaço Unibanco Glauber Rocha. Dirigido por Tuna Espinheira (autor de “Cascalho”), a obra é um perfil de Mattos, mostrando as várias facetas deste artista plástico.

Quem perdeu a sessão première realizada dia 16 vai poder conferir, a partir das 17h30, também no Espaço Unibanco, o documentário “O Rei da Munganga – Genival Lacerda”, de Carolina Paiva. A obra é uma realização digital, que enfatiza o humor e a peculiar figura de um dos ícones do forró nordestino. Quase no mesmo horário, às 18h, no Cine-Teatro ICBA, a Jornada exibe o terceiro programa da mostra Nova Ficção Cubana.

No fechamento das exibições serão projetados dois longas-metragens no Espaço Unibanco, de dois antigos colaboradores do evento, os documentaristas Octavio Bezerra e Noilton Nunes. Às 19h30, será exibido “Atabaques Nzinga’, de Bezerra, que apresenta misto de documentário e ficção contando com a presença da atriz Taís Araújo, numa trama que trata da busca das raízes africanas, inclusive com cenas rodadas em Salvador.

Na sequência, às 21h30, será reprisado o filme de abertura da Jornada, “A Paz é Dourada’, de Noilton Nunes. A obra se inspira na trajetória do grande homenageado do evento nesta 36ª edição, o escritor e jornalista Euclides da Cunha. Nunes aborda especialmente os aspectos humanistas do legado do autor de Os Sertões.

Discussões – O centenário da morte de Euclides da Cunha (1866-1909) motivou várias atividades da Jornada, desde a exposição do artista plástico Trípoli Gaudenzi até uma série de debates realizadas no último final de semana. As conferências foram abertas na sexta-feira passada (dia 11), a partir do tema A Presença de Euclides da Cunha na Arte Brasileira Contemporânea.

A mesa redonda inaugural, que foi coordenada pelo professor, advogado e diretor do jornal A TARDE, Edivaldo Boaventura, discutiu a obra de Euclides da Cunha não apenas pelo viés do interesse histórico, mas também tratou da presença simbólica e dos resquícios da Guerra de Canudos e os seus reflexos nos dias atuais. Nas palestras, foram escaladas figuras como o pesquisador alemão Bertold Zilly e os historiadores Manoel Neto e Roberto Dantas.

Durante a jornada aconteceu também a eleição da nova gestão da Associação Baiana de Cinema e Vídeo, tendo o jovem realizador Mateus Damasceno como presidente, tendo como vice-presidentes Tenille Bezerra (Cinema) e Maria Carolina (Vídeo).

Entre os destaques da Jornada 2009, estão ainda a Retrospectiva Roberto Rossellini, que exibiu dez longas-metragens do mestre italiano, e os encontros sobre as atividades cineclubistas, que estiveram entre as ações mais prestigiadas pelo público durante o evento, que é dirigido e coordenado por seu criador, o cineasta Guido Araújo, desde 1972, figurando entre os mais antigos eventos de cinema do país.

João Carlos Sampaio, de A TARDE

II Prêmio Canon de Poesia

 
A Canon, empresa japonesa especializada no desenvolvimento de tecnologias de gerenciamento de documentos e de imagem, anuncia o “II Prêmio Literário Canon de Poesia”, em parceria com a Fábrica de Livros e a Editora Scortecci. O objetivo do concurso é revelar talentos, promover a literatura e difundir a impressão digital de livros no país.

Neste ano, o tema para desenvolvimento dos trabalhos é livre. Uma comissão julgadora, composta por profissionais de renomado prestígio literário, vai eleger os 50 melhores textos, que serão reunidos e publicados pelo editorial Fábrica de Livros / Scortecci Editora. Cada vendedor receberá dez exemplares da obra e contará ainda com a divulgação e promoção da antologia pela Canon em suas ações de Marketing e Propaganda, no período de um ano.

“A tecnologia digital permite que um número muito maior de escritores possa ter seus trabalhos publicados. Por meio da parceria com a Fábrica de Livros e Editora Scortecci, a Canon continua com seu compromisso de contribuir para o desenvolvimento cultural do país”, afirma Jun Otsuka, presidente da empresa no Brasil.

Poderão participar do concurso autores brasileiros, maiores de 16 anos e residentes no Brasil. As inscrições podem ser feitas até amanhã, dia 15 de setembro de 2009 no endereço: http://www.concursosliterarios.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo email: premiocanon@concursosliterarios.com.br.

Hoje é o último dia pra ver

12-09

Meio Ambiente aí vamos nós!

12

I Festival de Teatro dos Pontos de Cultura

I Festival Nacional de Teatro
Pontos de Cultura
 
Com inscrições até o dia 30 de setembro, o Pontão de Cultura “Cultura Viva ao Alcance de Todos” e o Grupo ESCALET de Teatro promovem o I Festival Nacional de Teatro – Pontos de Cultura.
O objetivo do encontro é reconhecer e formar a Rede Nacional de Pontos de Cultura que atuam com as artes cênicas, incentivando e promovendo a difusão cultural.
Serão selecionados trinta espetáculos no total e poderão participar grupos de teatro dos Pontos de Cultura de todo o Brasil. Os interessados devem acessar o site www.escalet.com.br e baixar o regulamento e a ficha de inscrição.
Para mais informações, escreva para grupoescalet@yahoo.com.br ou ligue (89) 3522-0804 e 9978-6996.

50 anos de Aleilton Fonseca

10-09